Medvedev dá benefício da dúvida a Djokovic: «O Ministro disse só que não o queria cá e pronto?»

Medvedev dá benefício da dúvida a Djokovic: «O Ministro disse só que não o queria cá e pronto?»

Por Bola Amarela - janeiro 15, 2022

A batalha legal de Novak Djokovic resume-se à audiência decisiva deste domingo (sábado à noite em Portugal e no Brasil), algo a que os outros tenistas também estão atentos devido às implicações no Australian Open. Um deles é Daniil Medvedev, que aceitou responder às perguntas que lhe foram feitas sobre a situação do número um do mundo em Melbourne. Ora, o vice-líder do ranking ATP deu o benefício da dúvida ao homem que bateu na final do US Open.

“Acredito que amanhã saberemos se joga. Vamos saber mais sobre o tema porque foram tomadas várias decisões diferentes nas últimas semanas. Sobre a situação de Novak, quero dizer que estamos na Austrália, são as suas regras. Do que sei, se tem uma isenção médica válida para estar no país, então devia jogar. Se a isenção ou outro documento não são válidos, qualquer país pode negar a tua entrada”, começou por afirmar o russo.

No entanto, Medvedev tem uma série de dúvidas que quer ver respondidas o quanto antes. “Não li em nenhum sítio por que é que lhe cancelaram o visto. Isso é o que quero saber. O Ministro disse só que não o queria cá e pronto? Há uma verdadeira razão legal por trás disto? Suponho que saberemos mais durante o recurso”, acrescentou.

Certo é que Medvedev quer pensar pouco na situação para enfrentar o Australian Open da melhor maneira. “É uma situação dura para todos. Focando-me em mim próprio, inclusivamente se o Novak estiver no quadro, só o posso defrontar na final. Tenho de ganhar seis encontros antes. Não mudaria muito a minha preparação para o torneio…”admitiu.

Bola Amarela