Medvedev conta episódio bizarro sobre um jogador e um chuveiro em Cincinnati

Por José Morgado - setembro 17, 2019
medvedev

O ténis é um desporto de muitas superstições e supersticiosos. Há quem nunca pise as linhas, há quem entre sempre com o mesmo pé e até há aqueles — Rafael Nadal, estás aí? — que perdem a cabeça quando lhe trocam a ordem das garrafas de água. Mas Daniil Medvedev, de 23 anos, diz ter descoberto em Cincinnati a maior de todas as superstições.

“Eu não sou muito supersticioso, mas respeito quem seja. Fiquei muito surpreendido com uma situação que vi em Cincinnati. Um jogador, que não vou dizer quem é, ficou imenso tempo à espera que um determinado chuveiro ficasse vazio. Havia cinco e dois estavam vazios, mas ele continuava à espera. Jamais conseguiria viver bem se achasse que ia perder determinado encontro por culpa do chuveiro onde tomei duche”, brincou o russo, número quatro mundial.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.