McEnroe: «Para o Murray competir sem dores na Austrália já seria uma vitória»

Por Nuno Chaves - 10 janeiro, 2019

Andy Murray continua a procurar recuperar a sua melhor forma. As questões físicas do britânico, que fez um treino esta quinta-feira com Novak Djokovic, são uma das grandes incógnitas para o Open da Austrália, já que o próprio confessa continuar a sentir dores na anca, mesmo depois de todas as longas paragens que fez no circuito.

John McEnroe, um dos principais comentadores da atualidade, falou sobre o estado atual de Murray. “Se não estiver a 100% vai ser muito complicado. Tive um problema na anca aos 26 anos mas não me operarem como ele, por isso, talvez o dele ainda seja mais sério. Senti que me afetou para o resto da minha carreira. Se ele sente dor é terrível. Na Austrália imagino que ele só está a tentar competir sem muitas dores, isso para ele seria uma vitória”, reconheceu o norte-americano.

McEnroe aproveitou também para deixar fortes elogios ao antigo número um mundial. “O Murray é um fenómeno deste desporto mas creio que nunca ninguém acreditou até há sete anos. Ele anda à deriva há ano e meio e suponho que seja frustrante para ele, mas não me surpreendia que daqui a um ou dois anos voltasse ao melhor nível. Se o Djokovic, Nadal ou Federer conseguiram, porque é que o Murray também não pode?”, questionou, em declarações recolhidas pelo site Tennis 365.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.