MaliVai Washington: «Sofri racismo dentro e fora do ténis»

MaliVai Washington: «Sofri racismo dentro e fora do ténis»

Por Tiago Ferraz - julho 10, 2020
Malivai Washington
Champions Invitational;Malivai Washington;Torso;Forehand; *** Local Caption *** Malivai Washington

MaliVai Washington, antigo top 11 mundial, deu uma entrevista à CNN onde falou de alguns temas quentes que se fazem sentir também no mundo do ténis como, por exemplo, o racismo.

“É angustiante e um bocado triste. Surpreende-me que não tenhamos mais norte-americanos, por um lado, mas também mais homens negros que não estão a ter sucesso ao mais alto nível. O último norte-americano a chegar a uma final de um Grand Slam foi Andy Roddick em 2003. Isso tem muito a ver com alguém chamado Roger Federer, Nadal e Djokovic nos últimos 15 anos”, disse, citado pelo Punto de Break.

Washington fala do seu ídolo e revela um momento em que ambos se encontraram:

“Eu amava o Yannick Noah. Falei com ele no US Open quando ainda era junior. Pensei que era a coisa mais fantástica do mundo porque podia ouvir o sotaque francês. Trocamos algumas palavras e ele disse-me: ‘És um jovem jogador e és prometedor. Boa Sorte’. Foi um momento especial para mim”, afirmou.

Washington revela que foi vítima de racismo dentro e fora dos courts:

“Fui vitima de racismo dentro e fora dos courts. Houve momentos em que quando jogavas um torneios juvenil simplesmente sabias ou diziam-te que não ias jogar naquele clube (de ténis) em particular porque não aceitavam jogadores negros”, salientou.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.