Karatsev orgulhoso da sua prestação: «Mostrei que posso lutar contra qualquer tenista»

Karatsev orgulhoso da sua prestação: «Mostrei que posso lutar contra qualquer tenista»

Por Nuno Chaves - fevereiro 18, 2021
epa09020840 Aslan Karatsev of Russia leaves the court after being defeated by Novak Djokovic of Serbia in their Men’s singles semifinal match on Day 11 of the Australian Open at Melbourne Park in Melbourne, 18 February 2021. EPA/DEAN LEWINS AUSTRALIA AND NEW ZEALAND OUT

O conto de fadas de Aslan Karatsev terminou esta quinta-feira frente a Novak Djokovic, nas meias-finais do Australian Open.

Apesar da derrota, o russo só pode ir para casa satisfeito com uma das histórias mais impressionantes da história de torneios do Grand Slam. “Foram duas semanas incríveis para mim. Foi uma experiência incrível que vou recordar para o resto da minha vida. Jogar contra o Djokovic numa meia-final de um Grand Slam vai ajudar-me na minha carreira profissional. Além disso, ter a maioria do público a meu favor foi incrível. Foi espetacular”, admitiu em conferência de imprensa.

Karatsev explicou a diferença entre defrontar Djokovic e os tenistas que venceu nas rondas anteriores (Diego SchwartzmanFelix Auger-AliassimeGrigor Dimitrov). “A diferença é enorme mesmo. O Djokovic é um tenista incrível que não te dá pontos grátis. Na grande maioria dos meus pontos de serviço tive que ganhar desde o fundo do campo numa troca de bolas. A verdade é que não estive ao nível dos meus últimos jogos, o meu serviço não funcionou bem e isso desesperou-me um pouco. O Nole foi superior do princípio ao fim e serviu bem durante todo o jogo”, garantiu, sem rodeios.

Quanto ao futuro, confiança não falta. “Estas duas semanas provaram-me que posso lutar contra todos os tenistas do circuito e competir contra eles todos. Isto vai ajudar-me muitíssimo nos próximos torneios. Também me ajudou muito no meu ranking, vou subir muitas posições, vou ficar dentro do top 50 pela primeira vez na minha carreira”, concluiu.

E para se ter uma noção dessa subida impressionante no ranking, Karatsev iniciou o Australian Open no 114.º posto e na próxima segunda-feira será o número 42 do mundo.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.