Karatsev arruma sensação norte-americana, Humbert volta desiludir em terra batida

Karatsev arruma sensação norte-americana, Humbert volta desiludir em terra batida

Por Bola Amarela - junho 1, 2021
karatsev

Depois da surpreendente caminhada até às meias-finais do Australian Open, Aslan Karatsev já não apanha ninguém de surpresa em Roland Garros. O número 26 do ranking ATP mostrou-se intratável perante o perigoso Jenson Brooksby, jovem norte-americano de 20 anos que está a viver uma temporada de enorme crescimento. No entanto, o talento de  Brooksby (163.º) foi insuficiente para travar o poder e consistência do russo.

Karatsev fechou com os parciais 6-3, 6-4 e 6-4, em cerca de duas horas, sendo que limitou a perda de pontos no serviço a 20 durante os três sets. Um registo notável, ainda para mais tendo em conta que só enfrentou um ponto de break, que não salvou, embora não tenha tido consequências graves. De resto, comandou sempre o encontro, com 34 winners contra apenas 9 de Brooksby, neste que foi o seu primeiro encontro da carreira no quadro principal em Paris. Segue-se Philipp Kohlschreiber ou Fernando Verdasco.

Quem desiludiu foi Ugo Humbert. O francês, número 32 do mundo, voltou a não mostrar capacidade para brilhar em terra batida e foi eliminado pelo lituano Ricardas Berankis (93.º), que até nem se sente como peixe na água no pó de tijolo. Berankis venceu por 6-4, 6-4, 2-6 e 6-4. No início da jornada, nota ainda para a vitória de Alex de Minaur sobre Stefano Travaglia em apenas três partidas, por 6-2, 6-4 e 7-6(4).

Bola Amarela