João Sousa lamenta oportunidades desperdiçadas em Tóquio: «Está a custar a sair»

João Sousa lamenta oportunidades desperdiçadas em Tóquio: «Está a custar a sair»

Por Bola Amarela - julho 25, 2021
JoãoSousa
Treino Tenis Joao Sousa Ariake Tennis Center Toquio Jogo Olímpicos Toquio 2020

A participação portuguesa nos Jogos Olímpicos terminou sem brilho, depois de João Sousa ser eliminado na ronda inaugural pelo checo Tomas Machac. Foi uma verdadeira batalha, superior a 2h30, que se decidiu apenas nos mais pequenos pormenores, algo que não consolou o vimaranense. É que o número 137 do ranking ATP queria, pelo menos, repetir o feito de vencer um encontro, tal como fez no Rio de Janeiro, em 2016.

Satisfeito não estou, porque perdi. O ténis é assim. Hoje não joguei mal, faltou um bocadinho de nível que tenho vindo a procurar há algum tempo, está a custar sair. Tenho de dar mérito ao adversário, que fez um bom encontro. Foram três sets bastante renhidos, em que dois deles caíram para o lado dele, com uma quebra de serviço de diferença, tive oportunidades para devolver e não consegui”, admitiu, em declarações à agência Lusa.

Além de ter destacado o “melhor nível” do checo numa partida “bastante renhida”, Sousa falou ainda dos momentos de tensão que se viveram na reta final do encontro, desvalorizando esses desentendimentos com Machac. “Foi o calor do momento, situações em que não estava de acordo, como ele”referiu.

Desta forma, o ténis português despede-se com um saldo de zero vitórias e três derrotas, uma vez que Pedro Sousa caiu aos pés de Alejandro Davidovich Fokina, enquanto os Sousas perderam na variante de pares diante de Ben McLachlan Kei Nishikori.

João Sousa perde batalha e cai na primeira ronda dos Jogos Olímpicos

Bola Amarela