Infetado desde 7 de janeiro, Davidovich desespera por teste negativo

Infetado desde 7 de janeiro, Davidovich Fokina desespera por teste negativo

Por Bola Amarela - janeiro 15, 2021
Davidovich
Foto: Bruno Alencastro/ Bola Amarela

Alejandro Davidovich Fokina está em contra-relógio para poder viajar para Melbourne. O tenista espanhol, número 53 do ranking ATP, contraiu Covid-19, sabendo-se agora que testou positivo… a 7 de janeiro. Quer isso dizer que se encontra infetado há mais de uma semana, pelo que se torna muito complicado receber autorização para viajar para a Austrália.

Segundo o que tem sido tornado público nos últimos dias, a maneira de ter autorização para viajar é testar negativo ou as autoridades sanitárias australianas chegarem à conclusão de que não há risco de contágio. Ou seja, o tenista ser considerado como curado. Esse é um cenário muito difícil para Davidovich Fokina, que vai esta sexta-feira fazer o seu terceiro teste desde que recebeu o positivo a 7 de janeiro, como já referimos.

Refira-se que, segundo o jornal ‘Marca’, o espanhol só teve sintomas ligeiros na primeira noite, estando assintomático desde então. De resto, é acrescentado ainda que Craig Tiley, diretor da Tennis Australia, está a trabalhar com as autoridades sanitárias australianas para encontrar soluções para os jogadores que testaram positivo recentemente.

Bola Amarela