Henin desfaz-se em elogios para Federer: «É muito inteligente, toma grandes decisões e isso fá-lo especial»

Por Nuno Chaves - 22 maio, 2019

Aos 37 anos, Roger Federer voltou a jogar em terra batida depois de uma pausa de três anos em torneios desta superfície. O suíço, que já está em Roland Garros (pela primeira vez desde 2015) procura chegar o mais longe possível, mas sempre sem a pressão de tentar conquistar pela segunda vez o Grand Slam parisiense.

Justine Henin, antiga número um mundial e um dos grandes nomes do ténis feminino no século XXI, deixou muitos elogios ao helvético. “O Roger é muito inteligente. Sabe como lidar com os diferentes aspetos que o rodeiam nestes momentos. Ele tem talento mas também trabalhou no duro e foi inteligente para melhorar com o passar do tempo. Creio que foi capaz de controlar as suas emoções e encontrar um equilíbrio muito bom entre a família, profissão e descanso”, afirmou ao jornal L’Equipe.

Os elogios continuaram. “É uma pessoa muito relaxada e isso ajuda-o a durar mais tempo. Além disso, não teve muitas lesões e, por isso, é que continua a jogar em 2019. É algo mágico, já que é capaz de tomar decisões no momento adequado e isso fá-lo ser muito especial”, concluiu a belga.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.