Haas e o dia em que quase estragou o sonho de Federer em vencer Roland Garros: «Aquilo estava nas estrelas»

Por Nuno Chaves - 24 maio, 2019
haas-federer

Em vésperas de mais uma edição de Roland Garros, é inevitável recordar um dos jogos mais memoráveis dos últimos anos na prova parisiense. Nos oitavos de final, em 2009, Roger Federer defrontou Tommy Haas (no dia anterior, Rafa Nadal tinha sido eliminado por Robin Soderling) e esteve muito perto da derrota.

O suíço chegou a estar em desvantagem por 6-7, 5-7, 3-4 e *30-40 mas resistiu, acabou por vencer o jogo e, mais tarde, conquistar pela única vez na carreira a competição.

Numa entrevista ao The Telegraph, Haas recordou o dia em que quase estragou o sonho de Federer mas admite que o destino foi mais forte. “Foi uma daquelas coisas que estavam nas estrelas. Ele estava muito nervoso porque o Nadal tinha perdido no dia anterior com o Soderling. Havia muita pressão, muitos pensamentos, muitas questões para ele: era naquele ano que ia vencer com o Nadal fora?”, relembrou o antigo top 10 mundial.

“Ele claro que não jogou ao seu melhor nos primeiros dois sets e meio e eu estava muito bem. Sentia-me bem no meu jogo e comigo mesmo. Tive break point a 4-3 no terceiro set e sabia que se vencesse aquele ponto, vencia o jogo”, admitiu Haas.

Ainda assim, tudo mudou a partir desse momento. “Respondi bem ao segundo serviço. Ele deslocou-se quase para o corredor de pares mas a pancada que fez foi em cima da linha e lembro-me do ver a fechar o punho. No jogo seguinte existiram alguns break points, game points mas ele conseguiu e depois encontrou outro nível. Estive muito perto e ele sabia que esteve muito perto de perder”.

Mesmo assim, Haas não guarda ressentimentos do amigo. “No final, fiquei feliz por ter conseguido e por ter vencido o título porque era aquilo que ele queria mesmo. Foi uma grande oportunidade para ele e conseguiu”, concluiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.