Grand Slam das novas oportunidades: US Open é caso raro no ténis masculino

Grand Slam das novas oportunidades: US Open é caso raro no ténis masculino

Por Pedro Gonçalo Pinto - setembro 13, 2021

O ténis masculino tem apresentado uma estabilidade invulgar no que diz respeito aos campeões de torneios do Grand Slam, mas esse paradigma está a começar mudar. E a verdade é que o palco que tem sido mais pródigo nessas surpresas é mesmo o US Open, sendo que agora foi mesmo em Nova Iorque que Daniil Medvedev conquistou o seu primeiro Major da carreira, ao bater Novak Djokovic na final.

Para que se tenha noção, o russo tornou-se no nono campeão diferente ao longo dos últimos 14 anos, exemplificando bem como Flushing Meadows é uma terra de oportunidades. Aliás, Medvedev venceu pela primeira vez um Grand Slam em Nova Iorque, tal como aconteceu com Dominic Thiem, Marin Cilic, Andy Murray Juan Martín Del Potro no mesmo local e durante o período referido.

Em jeito de comparação, percebemos que a história ainda é bem diferente no Australian Open, em Roland Garros e em Wimbledon. É que, utilizando também os últimos 14 anos como objeto de análise, cada um desses torneios foi conquistado por quatro homens. Também nesses palcos o paradigma vai mudar?

Pedro Gonçalo Pinto