Gauff: «A sensação de jogar num pavilhão sem público é peculiar»

Gauff: «A sensação de jogar num pavilhão sem público é peculiar»

Por Tiago Ferraz - outubro 21, 2020
gauff-rg

A jovem tenista norte-americana Cori Gauff estreou-se com uma vitória na primeira ronda do WTA de Ostrava, na República Checa, perante a tenista da casa Katerina Siniakova, mas diz que sente algo diferente:

“Jogar sem espectadores é muito diferente. É necessária uma auto motivação muito maior. Esta situação faz lembrar os tempos em que jogava o circuito júnior, sem público. Ainda assim para mim, o mais estranho é jogar num pavilhão sem espectadores. É muito diferente do que jogar ao ar livre”, ressalvou.

Cori Gauff volta a jogar esta quinta-feira e terá um desafio complicado pela frente se quiser chegar aos quartos de final da prova checa uma vez que vai jogar com a bielorrussa Aryna Sabalenka, número 12 mundial.

  • Categorias:
  • WTA
Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.