Federer: «Ser um bom pai é o grande objetivo da minha vida»

Federer: «Ser um bom pai é o grande objetivo da minha vida»

Por Pedro Gonçalo Pinto - maio 20, 2022

Roger Federer deu uma longa entrevista na qual fala sobre o ponto em que está a sua recuperação, mas o antigo número um do Mundo foi além disso. O suíço de 40 anos abriu também o coração sobre outros temas e referiu qual é o seu objetivo principal… que nada tem a ver com ténis.

GRANDE OBJETIVO

“Ser um bom pai é o grande objetivo da minha vida. Os adolescentes têm muita coisa na cabeça e fica mais complicado, mais emocional e mais profundo. É lindo, mas é mais difícil. Como pais, temos de fazer um esforço maior para resolver os problemas, embora também seja a primeira vez que sou responsável por umas meninas de 13 anos e uns meninos de quase 8. Tudo isto é novo para mim. Tentamos dar o nosso melhor a cada dia, mas ser pais às vezes é esgotante”

SENHOR PERFEITO

“Às vezes retratam-me dessa forma, mas sou uma pessoa muito emocional. Eu era tímido e muito sensível quando era jovem, agora tento levar uma vida mais normal como todos os outros. Sou um homem normal, também tenho altos e baixos. Em privado continuo eu, mas antes de um encontro vejo-me ao espelho, vejo que está tudo no seu lugar e de alguma maneira me transformo no ROger Federer. Depois quando vejo resumos de ténis ou vídeos meus no YouTube, reconheço que me sinto muito estranho”

IDADE A AVANÇAR

“É muito interessante. Estou feliz por ter feito 40 anos, estou desejoso de que chegue tudo o que ainda está a caminho. Às vezes sinto nostalgia por tudo ter acontecido há tanto tempo, por saber que a minha carreira provavelmente não dura muito mais, mas foi incrivelmente bom. Espero voltar a experimentar tudo isto de alguma forma. Adorava voltar a reviver os primeiros êxitos, que loucura. Ou estar com gente que já não está entre nós, como Peter Carter, meu treinador e amigo que me ensinou tanto”

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.