Federer revela o momento mais complicado que passou até chegar ao topo do ténis mundial

Por Nuno Chaves - 22 julho, 2019
federer-wimbledon-2019

Roger Federer agora até pode ser conhecido como um dos jogadores mais calmos do circuito, mas quando era mais jovem… as coisas não eram bem assim e eram várias as pessoas que tinham várias dúvidas sobre se ia conseguir impor no circuito mundial.

Em declarações recolhidas pelo site tennisworldusa, o suíço revelou o período mais complicado até chegar ao topo do ranking. “Eu era um talento mas nem sempre é fácil ser um talento. É bom ser um talento mas quebrar essa barreira foi a parte mais difícil para mim”, afirmou o número três mundial.

“Passar dos juniores para os seniores é o passo mais complicado. Ficas mais velho, não consegues voltar aos juniores e não há mais nenhum plano de resguardo. Isso foi difícil, tinha de provar”, confessou o vencedor de 20 títulos do Grand Slam.

Federer continuou a justificar. “As pessoas questionavam-me se eu ia ser o talento que nunca ia ter bons resultados. Isso foi quando perdi na primeira ronda em 2003, em Roland Garros. Mas depois venci em Wimbledon e o resto é história”, recordou o tenista de praticamente 38 anos.

 

 

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.