Federer responde a Tsitsipas sobre o favorecimento dos árbitros: «Não vejo nenhum tratamento especial»

Por Nuno Chaves - 1 abril, 2019

À margem da conquista do ATP 1000 de Miami, Roger Federer respondeu a uma das mais recentes polémicas do circuito mundial. Stefanos Tsitsipas voltou a referir que os árbitros protegem os principais jogadores, em especial o suíço, mas o helvético de 37 anos não acredita que seja assim.

Em conferência de imprensa, Federer explicou. “Não vejo nenhum tratamento especial, para dizer a verdade. Não deveria haver. Se recebo um warning, ainda recebi um no Dubai, é algo normal. Sinto muito que o Stefanos pense isso”, admitiu o número quatro mundial.

Federer continuou a falar do assunto. “Creio que nos courts exteriores os árbitros são menos permissivos com as regras. Se fazes algo levas logo um warning. Não te dão momento para que faças alguma coisa. Nos courts principais os árbitros conhecem os tops e sabem como se comportam e como podem reagir”.

“Desta forma, é mais fácil para eles lidar com um jogador de topo do que um rapaz que pode estar a ascender como é o caso do Tsitsipas ou outro jovem jogador. Isso pode trazer confusões e podem cometer-se alguns erros”, concluiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.