Federer responde a Greta Thunberg após acusações da jovem sueca

Por José Morgado - janeiro 11, 2020
federer-greta

Roger Federer, campeão de 20 títulos de Grand Slam, foi criticado nos últimos dias pela jovem ativista sueca Greta Thunberg, que está contra o facto de o campeoníssimo suíço ser um dos embaixadores do banco Credit Suisse que, segundo Greta, é o banco que mais procura investir em companhias que exploram os combustíveis fósseis. A própria garante que o Credit Suisse gasta mais de 7800 milhões de dólares por ano entre as mais de 40 empresas e instituições que contaminam o planeta.

Greta criou mesmo uma hashtag onde urge a que Federer ‘acorde agora’ e o suíço não demorou a reagir, tendo enviado este sábado ao início do dia um comunicado à ‘Reuters’ a comentar o assunto.

“Levo muito a sério as alterações climáticas e os problemas ambientais, especialmente numa altura em que aterro na Austrália e me deparo com os incêndios que têm afetado o país. Como pai de quatro crianças e defensor de uma educação universal, tenho muito respeito e admiração por jovens ativistas que incentivem a que os nossos comportamentos mudem e que possamos encontrar soluções melhores para o Mundo em que vivemos. Aceito as lembranças quanto à minha responsabilidade enquanto indivíduo e estou disposto a utilizar a minha visibilidade para dialogar sobre esses assuntos importantes juntamente com os seus parceiros”, pode ler-se no comunicado enviado por Federer à redação da agência de notícias britânica.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.