Federer: «Jetlag pode causar lesões complicadas»

Federer: «Jetlag pode causar lesões complicadas»

Por José Morgado - dezembro 24, 2020
federer-qf

Roger Federer, número cinco do ranking mundial, prepara-se — se tudo correr bem — para voltar a competir no início da próxima época, depois de mais de um ano parado. O suíço de 39 anos, detentor de 20 títulos de Grand Slam, falou num recente podcast sobre um dos temas que considera muitas vezes ser negligenciado mas que é fundamental para o sucesso de qualquer tenista: o jetlag.

“As pessoas não têm noção de alguns detalhes que são fundamentais para os tenistas. Por exemplo, planear uma viagem longa é fundamental. Evitar ligações grandes e tentar quando possível descansar no avião. Se pudermos viajar em primeira classe, melhor”, assumiu o campeoníssimo, que garante ter tido a necessidade de fazer algumas opções ao longo da sua vida. “Muitas vezes abdiquei de passar mais tempo na minha casa e viajei dois dias mais cedo para os torneios para evitar sofrer com o jetlag. Competir com jetlag pode causar lesões complicadas”, disparou.

Federer está a treinar por estes dias no Dubai e tentar colocar-se em forma a tempo de disputar o Australian Open 2021.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.