Federer era capaz de jogar com dores como Nadal? O suíço explicou (e de que maneira)

Por Nuno Chaves - 19 março, 2019

A lesão de Rafa Nadal, que o obrigou a desistir do tão aguardado encontro com Roger Federer em Indian Wells foi um dos grades destaques do fim de semana passado. O espanhol desistiu devido a problemas no joelho direito, algo que tem sido tradição nos últimos tempos e que tem obrigado, muitas vezes, o maiorquino a jogar com dores.

Federer, já em Miami, foi questionado sobre se também seria capaz de jogar com dores. A resposta do suíço foi… muito interessante. “Jogaria e, na realidade, já o fiz. Não posso querer dar a imagem de que nunca tive problemas, nem que nunca joguei com dores. O Rafa e eu somos dois dos jogadores que mais competimos com dores”, explicou à imprensa helvética.

O tenista de 37 anos continuou a falar sobre o tema. “Não podemos pretender competir a cada semana e estar livre de lesões e dores. Cada jogador enfrenta de maneira diferente, mas posso assegurar que ainda que não falemos muito, estamos a sentir muitas dores”, revelou.

“É vital para um tenista saber lidar com isto e de nada serve comunicar porque isso dá vantagem ao rival. Só quando a dor é demasiado forte, demasiado duro e demasiado perigoso para o futuro, é que é preciso tomar a decisão de não jogar”, confessou o número cinco mundial.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.