Federer: «É o meu último Grand Slam antes dos 40 anos... vamos ver até onde é que vou»

Federer: «É o meu último Grand Slam antes dos 40 anos… vamos ver até onde é que vou»

Por Nuno Chaves - julho 3, 2021
federer
epa09320801 Roger Federer of Switzerland hits a forehand during the 3rd round match against Cameron Norrie of Britain at the Wimbledon Championships, in Wimbledon, Britain, 03 July 2021. EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA EDITORIAL USE ONLY

Roger Federer continua a dar sinais de melhoria e este sábado qualificou-se pela 18.ª vez na carreira para os oitavos-de-final de Wimbledon.

O suíço superou o muito perigoso Cameron Norrie e, ainda em court, revelou-se muito satisfeito com a difícil vitória. “Estou muito, muito satisfeito. Super aliviado. Foi uma batalha dura com o Cam, ele mereceu vencer o terceiro set. Acho que ele foi excelente. Quanto a mim, senti que fui capaz de manter um nível alto de jogo. Aquele break no final do terceiro set custou-me o parcial mas, no geral, estou muito contente pela forma como joguei”, começou por dizer.

“Acho que estou a jogar, num modo geral, a um nível muito alto. Tive sorte na primeira ronda, o meu inglês está a melhorar, as coisas estão a correr bem para mim”, brincou o helvético.

Federer reagiu ainda ao facto de se ter qualificado pela 69.ª vez da carreira para os oitavos-de-final de um Grand Slam. “É uma boa estatística de se ouvir. Prova-me que quando acordo isso aconteceu mesmo. Sinto-me duro, joguei muito ténis. Adorei cada minuto, espero que ainda haja mais alguma coisa em mim. Sinto um absoluto prazer em jogar. Este Grand Slam é especial porque tenho quase 40 anos. Este é o meu último Grand Slam antes de fazer 40 anos, vamos ver até onde é que vou”, concluiu.

Federer, recorde-se, vai defrontar Lorenzo Sonego na luta por um lugar nos quartos-de-final.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.