Evans recorda suspensão por consumo de drogas «Foi boa para o meu ténis»

Evans recorda suspensão por consumo de drogas «Foi boa para o meu ténis»

Por Tiago Ferraz - março 2, 2020
daniel-evans
imagem:

O tenista britânico Daniel Evans deu uma entrevista ao The Times onde abordou temas como o seu momento atual já que, por estes dias, goza de um período de bons resultados:

«À medida que avanças, gradualmente, encontras o que funciona. Teria sido positivo que o bom momento chegasse um pouco antes, mas o desporto é assim. Cada um encontra o seu melhor nível em momentos diferentes. No final, pude encontrar o meu caminho», salientou.

Numa temporada em que Evans já bateu, entre outros, David Goffin, Alex De Minaur, Karen Khachanov , Fabio Fognini e Andrey Rublev, o britânico parece estar em estado de graça:

«É um momento muito bom, mas posso chegar mais à frente. É bom que eu e o Kyle (Edmund) e, obviamente, o Andy Murray e espero que mais jogadores mais jovens, queiram chegar mais longe que nós. Nunca sabes o que podes fazer se te continuares a esforçar. O que gostava que acontecesse era que a Grã Bretanha fosse mais conhecida no mundo do ténis do que foi no passado onde só tivemos o Tim Henman, o Greg Rusedski e o Andy (Murray). Seria fantástico ter mais jogadores», disse.

Daniel Evans falou ainda sobre a sua suspensão por consumo de cocaína:

«Estou convicto de que não voltarei a tomar essa droga (…) Com o que se passou tive uma melhor perspetiva da vida. A minha atitude foi, realmente, boa para o meu ténis», revelou.

 

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.