Efeito Bartoli: Ostapenko salva três match points e 19 meses depois regressa a uma final WTA

Por Nuno Chaves - outubro 12, 2019

Marion Bartoli parece estar mesmo a ter efeitos imediatos no nível de jogo de Jelena Ostapenko, que garantiu este sábado a sua qualificação para a final do WTA de Linz, a primeira desde Miami, em março de 2018.

Num encontro em que esteve praticamente sempre atrás do marcador, a campeã de Roland Garros de 2017 derrotou a russa Ekaterina Alexandrova com os parciais de 1-6, 7-6(5) e 7-5, após 2h20 minutos de jogo, num encontro onde foi obrigada a salvar três match points.

Alexandrova foi a tenista mais forte durante set e meio. Esteve a vencer por 6-1 e 3-1, serviu com 5-4, com 6-5 (dispôs aqui de match point) mas Ostapenko resistiu sempre e conseguiu conquistar o parcial no tie-break.

No terceiro set, Ostapenko salvou mais dois match points quando servia para igualar o encontro a 5-5 e, depois, conseguiu fazer o break para fechar com o seu serviço logo de seguida.

Com esta vitória, a atual 72.ª do ranking mundial segue para o encontro do título, onde vai lutar pelo terceiro título da carreira, o primeiro desde Seoul, em 2017, frente à jovem de 15 anos… Coco Gauff.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.