Dokic lembra tempos sombrios: «Caí numa depressão profunda»

Dokic lembra tempos sombrios: «Caí numa depressão profunda»

Por Tiago Ferraz - julho 1, 2020
jelena-dokic
A “mono” atingiu Jelena Dokic já em 2009. A croata diz que mal conseguiu andar durante dois longos meses

A antiga número quatro mundial Jelena Dokic deu uma entrevista ao The Age onde lembrou os tempos sombrios em que sofria de uma depressão profunda devido a maus tratos por parte do pai.

Dokic recorda os tempos em que caiu nas meias-finais de Wimbledon, em 2000, diante de Lindsay Davenport:

“És patética, és uma v***”, disse o seu pai.

Dokic lembra tudo aquilo que passou:

“Passei por muitas coisas, mas não havia muitas mais opções. Ou superava a situação ou rendia-me. Quase me suicidei. Não importava o quão grave era a situação, com os maus tratos por parte do meu pai, com a violência e a intimidação. O mais importante é que eu sempre procurei uma saída. Queria algo melhor. Acreditava que podia encontrar uma solução. Por isso, estava a lutar para ter uma vida melhor”, disse.

Rennai Strubs, parceira da variante de pares de Dokic, falou do que sentia nesta fase difícil de Dokic:

“Ela, simplesmente encolhia os ombros e dizia ‘eu estou bem'”

Jelena Dokic confessa que já passou por muito na vida:

“Caí numa depressão muito grave. O ténis era o menos importante”, salientou.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.