Djokovic vinga-se de Zverev, garante final do US Open e está a uma vitória de fazer história

Djokovic vinga-se de Zverev, garante final do US Open e está a uma vitória de fazer história

Por Nuno Chaves - setembro 11, 2021
epa09460521 Novak Djokovic of Serbia reacts after winning the third set against Alexander Zverev of Germany during a men’s singles semifinal round match on the twelfth day of the US Open Tennis Championships at the USTA National Tennis Center in Flushing Meadows, New York, USA, 10 September 2021. The US Open runs from 30 August through 12 September. EPA/JOHN G. MABANGLO

Novak Djokovic, número um mundial, qualificou-se para a final do US Open pela nona vez na carreira e ficou a apenas uma vitória de completar o Grand Slam Calendar.

O tenista sérvio vingou-se da derrota nos Jogos Olímpicos de Tóquio e colocou um ponto final na impressionante série de 16 vitórias consecutivas de Alexander Zverev, impondo-se numa titânica batalha 3h35 minutos com os parciais de 4-6, 6-2, 6-4, 4-6 e 6-2.

Pelo quarto encontro seguido, Djokovic perdeu o primeiro set, no entanto, a resposta voltou a ser a melhor. O sérvio sabia que do outro lado estava alguém recheado de confiança, ainda assim, a sua consistência e profundidade de jogo voltou a ser determinante para o desfecho.

Num ambiente eletrizante no Arthur Ashe Stadium, que contou com momentos espetaculares, Nole voltou a saber lidar com a pressão de vencer os quatro Grand Slams numa só época e tornou-se superior nos momentos mais decisivos, apesar de ainda ter havido uma réstia de esperança para Sascha, que recuperou no quinto e derradeiro set uma desvantagem de 0-5 para 2-5. Ainda assim, não foi suficiente.

A separá-lo não só do Grand Slam Calendar mas também do 21.º Major – ultrapassa Roger Federer Rafa Nadal – está Daniil Medvedev. A grande final joga-se este domingo.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.