Djokovic vai perder a liderança do ranking para Nadal a 4 de novembro

Por José Morgado - outubro 11, 2019
djokovic-nadal
Tennis – Australian Open – Men’s Singles Final – Melbourne Park, Melbourne, Australia, January 27, 2019. Serbia’s Novak Djokovic and Spain’s Rafael Nadal greet each other after the match. REUTERS/Lucy Nicholson – UP1EF1R0V41XU

Mais de um ano depois, Novak Djokovic deixará de ser número um do Mundo. O sérvio de 32 anos perdeu esta sexta-feira nos quartos-de-final do ATP Masters 1000 de Xangai, na China, e com isso vai ‘baixar’ para os 9545 pontos no ranking mundial, apenas ligeiramente acima dos 9225 de Rafael Nadal, segundo classificado. Esta vantagem valerá a Djokovic a liderança do ranking durante mais algumas semanas, mas já é certo que o espanhol vá recuperá-la a 4 de novembro, depois do Masters 1000 de Paris.

É que nessa segunda-feira, Djokovic vai ver retirados do seu ranking 1600 pontos (1000 de Londres e 600 de Paris), ao passo que Nadal… não perde nenhum e até pode somar. Dessa forma, mesmo que Nadal perca na estreia em Paris (ou nem vá) e Djokovic seja campeão, o espanhol será sempre o novo líder.

Djokovic só teria chances matemáticas de segurar o número um antes das Finals se jogasse e ganhasse em Basileia ou Viena, mas tem agendado um encontro de exibição (milionário) no Cazaquistão.

Djokovic vai chegar a 4 de novembro com 274 semanas na frente do ranking ATP. O recordista Roger Federer tem 310. Pete Sampras está em segundo, com 286.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.