Djokovic e Nadal terminaram como número um com os pontos mais baixos da última década

Por Patrícia Oliveira - dezembro 3, 2019
Nadal djokovic Italian Open
Tennis – ATP 1000 – Italian Open – Foro Italico, Rome, Italy – May 19, 2019 Spain’s Rafael Nadal with Serbia’s Novak Djokovic after winning the final REUTERS/Matteo Ciambelli – RC1EB3FEF930

Nos últimos dois anos foram necessários menos pontos para terminar a temporada como número um mundial, algo diferente do que aconteceu ao longo da última década.

Em 2018 e 2019, Novak Djokovic e Rafael Nadal terminaram o ano no topo da liderança com menos de 10 mil pontos, o que não acontecia desde a reestruturação do circuito com o sistema de pontuação dos torneios Masters 1000.

Com a presença de uma nova geração no circuito profissional, que tem vindo a dar lutar e a conquistar grandes títulos, os pontos acabam por ser distribuídos equitativamente.

Eis a lista com os pontos dos últimos 10 anos:

2009 – Roger Federer com 10.550 pontos

2010 – Rafael Nadal com 12.450 pontos

2011 – Novak Djokovic com 13.630 pontos

2012 – Novak Djokovic com 12.920 pontos

2013 – Rafael Nadal com 13.030 pontos

2014 – Novak Djokovic com 11.630 pontos

2015 – Novak Djokovic com 16.585 pontos

2016 – Andy Murray com 12.410 pontos

2017 – Rafael Nadal com 10.645 pontos

2018 – Novak Djokovic com 9.045 pontos

2019 – Rafael Nadal com 9.985 pontos

 

 

 

Patrícia Oliveira