Djokovic diz que jogou medicado: «Espero conseguir jogar o US Open»

Djokovic diz que jogou medicado: «Espero conseguir jogar o US Open»

Por José Morgado - julho 31, 2021
djokovic-decs

Novak Djokovic, número um do Mundo e vencedor dos três primeiros Grand Slams da temporada, perdeu este sábado o encontro da medalha de bronze de singulares nos Jogos Olímpicos de Tóquio e depois nem sequer entrou em court para competir no duelo do bronze de pares mistos, ao lado da sua compatriota Nina Stojanovic. O sérvio explicou as suas razões.

“Tenho lesões. Não apenas uma, mas várias. Espero conseguir jogar o US Open, que é o meu próximo grande objetivo. Não me arrependo de vir aqui a Tóquio. A única coisa que lamento é não ter conseguido vencer uma medalha para a Sérvia. Ou duas. É a terceira vez que perco nas meias-finais dos Jogos Olímpicos e só ganhei uma medalha uma vez. Digo ‘só’ porque para os meus padrões uma medalha em quatro olimpíadas é pouco”, disparou em declarações aos jornalistas na zona mista.

Carreño Busta bate Djokovic e deixa-o fora do pódio em Tóquio’2020

O sérvio de 34 anos assumiu ter competido medicado para as dores na capital do Japão. “Peço desculpas aos fãs na Sérvia e sinto-me mal pena Nina, mas o meu corpo disse-me para não jogar os pares mistos. Tenho jogado com medicação para dores abdominais e exaustão. Mas o meu coração está no sítio certo, sei que lutei muito e dei tudo pelo meu país. Infelizmente não consegui vencer”.

Djokovic aponta a Paris 2024. “Quero lá estar, só faltam três anos. Não é assim tanto. Se lá estiver, tentarei de novo lutar pelas medalhas. Quero ter essa oportunidade.”

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.