Djokovic defende Federer das acusações de que é favorecido: «Se há alguém que deve ser, é o Roger»

Por José Morgado - 13 novembro, 2018

A polémica entrevista de Julien Benneteau, em que acusa as entidades que gerem o ténis mundial de favorecimento a Roger Federer em situações como as programações e horas dos seus encontros, tiveram naturalmente eco junto da imprensa em Londres, que não demorou a questionar os jogadores sobre essas temáticas na O2 Arena, onde se vão disputando mais uma vez as ATP Finals.

Novak Djokovic não fugiu à questão e considera ser perfeitamente normal um teórico favorecimento dos torneios a Roger Federer. “Roger merece ter um tratamento especial, temos todos de entender que ele é um motor para todo o mundo do ténis e provavelmente o melhor jogador de ténis da história”, disparou o sérvio, que ainda assim admitiu compreender Benneteau. “Percebo o que diz o Julien, mas o Federer dá dinheiro a ganhar a muitos tenistas como o Julien. E deve ser respeitado. Se alguém merece tratamento especial, é ele”.

John Isner, questionado sobre o mesmo assunto, concorda com… Djokovic. “Essas acusações não fazem sentido nenhum. Os melhores jogadores vendem a maioria dos bilhetes, portanto, eles devem merecer a máxima atenção dos organizadores. Jogadores como Federer levam a nossa modalidade às costas e merecem cada cêntimo do que ganham”, garantiu.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.