Diretor do Masters 1000 de Roma: «Se ele quiser jogar aqui, tem de cumprir as regras»

Diretor do Masters 1000 de Roma: «Se ele quiser jogar aqui, tem de cumprir as regras»

Por José Morgado - janeiro 18, 2022
Djokovic-Roma
ROME, ITALY – SEPTEMBER 21: Novak Djokovic of Serbia poses with the trophy after winning his men’s final match against Diego Schwartzman of Argentina during day eight of the Internazionali BNL d’Italia at Foro Italico on September 21, 2020 in Rome, Italy. (Photo by Riccardo Antimiani – Pool/Getty Images)

Sergio Palmieri, atual diretor do ATP Masters 1000 de Roma, prova que Novak Djokovic já venceu por cinco vezes, comentou esta segunda-feira toda a polémica a envolver o cancelamento do visto do número um do Mundo na Austrália, que o impediu de defender o seu título no primeiro Grand Slam de 2022.

O transalpino assume gostar de Djokovic, mas lembra que ele procura constantemente o conflito e a polémica. “Ele é um tipo controverso por aquilo que defende e pelas situações em que se mete. Seguramente não é um exemplo para os jovens como Rafael Nadal e Roger Federer sempre foram. Eu conheço-o bem e gosto dele, porque sei que quando o conhecemos bem percebemos que ele não é exatamente a pessoa que dá a entender em público. Acredito que ele vai ultrapassar isto porque tem uma personalidade muito forte”.

E será que teremos Djokovic no Foro Italico em 2022? “Ele é que tem de dizer e decidir. Se ele decidir cumprir todas as regras, teremos todo o gosto em recebê-lo”.

Itália é um dos países que mais tem apertado a malha aos não vacinados, sendo nesta altura obrigatória a vacinação para maiores de 55 anos. Não se prevê que abram qualquer tipo de exceção para atletas de alta competição…

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.