Dimitrov fala dos efeitos da covid-19 e revela: «Não devia ter jogado no US Open»

Dimitrov fala dos efeitos da covid-19 e revela: «Não devia ter jogado no US Open»

Por Tiago Ferraz - novembro 13, 2020
dimitrov
ATTENTION EDITORS – HAND OUT – EDITORIAL USE ONLY – NO SALES – NO MARKETING – Bulgarian Grigor Dimitrov celebrates after winning the game between Bulgarian Grigor Dimitrov and Spanish Pablo Andujar, in the second round of the men’s singles competition at the European Open Tennis ATP tournament, in Antwerp, Wednesday 21 October 2020. BELGA PHOTO LAURIE DIEFFEMBACQ

O tenista búlgaro Grigor Dimitrov deu uma entrevista à BBC onde falou sobre as consequências do coronavírus nos desportistas de elite e revela o seu estado atual:

“Sinto que talvez não deveria ter ido jogar aos Estados Unidos ainda que eu quisesse colocar-me à prova para ver como me sentia. Queria saber em que estado estava o meu corpo. Neste momento, estou muito melhor e já não durmo a sesta nem nada. Há algumas coisas que tu vês e pensas ‘isto já não é o mesmo’. A única coisa que eu espero é não voltar a ter o vírus novamente”, revelou, citado pelo Punto de Break.

Grigor Dimitrov revela ainda as sensações que teve quando testou positivo ao coronavírus:

“O meu ritmo cardíaco aumentou consideravelmente. Fazemos muitos treinos em altitude, mas isto foi quase como treinar em altitude e ter que respirar por uma palhinha”, disse.

 

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.