Como ficaria o top 10 ATP sem o congelamento dos pontos? Bem diferente...

Como ficaria o top 10 ATP sem o congelamento dos pontos? Bem diferente…

Por Bola Amarela - fevereiro 23, 2021
federer
Foto: EPA

O circuito ATP vai vivendo dias diferentes do habitual no que aos rankings diz respeito, com o congelamento dos pontos em vigor desde março de 2020 (e que deverá ser desbloqueado no próximo mês) a trazer alterações relevantes na dinâmica das classificações. Roger Federer e Matteo Berrettini, por exemplo, são dois dos jogadores que não marcariam presença no top 10 (nem perto) se as classificações não tivessem sido adaptadas aos tempos que vivemos, mas o site espanhol ‘Punto de Break’ fez esta terça-feira um exercício curioso que mostra como seria o lote de 10 melhores apenas contabilizando os pontos somados nos últimos 12 meses.

1- Novak Djokovic: 6330 (=)

2- Daniil Medvedev: 5245 (↑1)

3- Rafael Nadal: 3800 (↓1)

4- Dominic Thiem: 3490 (=)

5- Andrey Rublev: 3325 (↑3)

6- Alexander Zverev: 3160 (↑1)

7- Stefanos Tsitsipas: 2870 (↓1)

8- Diego Schwartzman: 1915 (↑1)

9- Milos Raonic: 1505 (↑5)

10 – Pablo Carreño: 1500 (↑6)

Bola Amarela