Como é que Federer consegue estar ao mais alto nível há 21 anos? O suíço explicou tudo

Como é que Federer consegue estar ao mais alto nível há 21 anos? O suíço explicou tudo

Por Nuno Chaves - maio 24, 2019
Tennis – ATP 1000 – Madrid Open – The Caja Magica, Madrid, Spain – May 9, 2019 Switzerland’s Roger Federer celebrates winning his third round match against France’s Gael Monfils REUTERS/Susana Vera – RC1ABC2E8EB0

Quando falamos em Roger Federer é inevitável recordar os anos que se encontra ao mais alto nível no circuito mundial. Aos 37 anos, o suíço continua no topo (é número três mundial) e, quatro anos depois, está de regresso a Roland Garros.

Mas afinal como é que o helvético consegue estar há 21 temporadas a competir? Numa entrevista ao New York Times revelou tudo. “Já em 2004, quando me tornei número um, tive a ideia de prolongar a minha longevidade. Tomei muito cedo essa decisão na minha carreira e creio que essa é a razão pela qual ainda estou aqui”, admitiu.

Federer começou a pormenorizar. “Tive um plano a longo prazo com o Paganini – preparador físico – e evitei em cumprir todas as minhas obrigações de aparecer em todos os eventos e ir a todos os torneios pequenos. Nunca perdi o amor por este desporto”, confessou o atual número três mundial.

Federer admite também que o talento que nasceu consigo… ajudou. “Onde o talento me ajudou um pouco foi a moldar a técnica que tenho hoje. Isso faz com que me desgaste menos, mas acho que também é algo que ganhei com o meu calendário, o meu trabalho e, quem sabe, com o meu lado mental do jogo”, afirmou.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.