Clijsters: «Sei que não vou jogar muitos torneios, mas quero ganhar muitos encontros»

Por José Morgado - setembro 12, 2019
MELBOURNE, AUSTRALIA – JANUARY 28: Former Australian Open and three-time US Open Champion Kim Clijsters talks at the Celebration of Inspirational Women brunch during day 11 of the 2016 Australian Open at Melbourne Park on January 28, 2016 in Melbourne, Australia. (Photo by Graham Denholm/Getty Images)

Kim Clijsters surpreendeu esta quinta-feira tudo e todos ao revelar que… vai voltar ao ténis, sete ano depois de se ter retirado pela última vez. Agora com 36 anos e com a sua filha mais velha já com 11 (só menos cinco do que Coco Gauff), a belga, ex-líder mundial e campeã de quatro torneios de Grand Slam, fala daquilo que são os seus objetivos para o regresso.

“Seria estranho estar a falar de objetivos a longo prazo, mas é óbvio que não vou jogar muitos torneios. Por ter sido número um e ter vencido Grand Slams tenho wild cards ilimitados e não tenho qualquer obrigatoriedade de jogar torneios, mas claro que gostava de voltar a ganhar muitos encontros. É isso que quero e espero de mim. Depois logo se vê até onde é que o meu corpo me deixa ir”, confessou em entrevista ao WTA.

A antiga líder mundial diz que este desejo sempre esteve dentro de si. “Há muitos amigos meus ex-atletas que sonham correr uma maratona antes dos 50 anos, ou fazer outro tipo de coisas. Eu não. Quero é jogar ténis, competir. Vou dar o melhor de mim e perceber se ainda consigo tirar o máximo rendimento tenístico do meu corpo. O tempo dirá.”

  • Categorias:
  • WTA
José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.