Caos na Austrália: jogadores em sofrimento, jogos interrompidos e chuva de críticas

Por José Morgado - janeiro 14, 2020
Bouchard

O Australian Open arrancou esta terça-feira com a sua fase de qualificação, mas o arranque da prova está a ser marcado por uma verdadeira chuva de críticas, devido às condições de ar a que os jogadores estão a ser sujeitos, debaixo do fumo dos incêndios florestais que têm afetado a Austrália nos últimos tempos.

Dalila Jakupovic foi a maior das vítimas — desistiu depois de um ataque de tosse — mas não a única. O encontro entre Eugenie Bouchard e Xiaodi You, em que a canadiana derrotou a chinesa em três horas, terminou com as duas jogadoras a arrastarem-se com evidentes problemas respiratórios e You chegou mesmo a ter de servir por baixo em evidente falência física.

Apanha-bolas a colapsar, espectadores a tossir de forma audível e jogadores a pedirem o médico e fisioterapeuta vezes sem conta foram algumas das coisas que foram acontecendo durante uma jornada de má memória, que levou muitos jogadores a utilizarem as redes sociais para condenar o facto de o Australian Open ter forçado os jogadores a entrarem em court.

Nos últimos dias, a organização prometeu não colocar a saúde dos jogadores em jogo que defendeu que iria medir a qualidade do ar sempre que possível, mas tal parece não ter sido feito e essa situação enfureceu… os maiores afetados.

 

 

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.