Bola Amarela de cristal: as apostas para o top 10 do ranking ATP no final de 2022

Bola Amarela de cristal: as apostas para o top 10 do ranking ATP no final de 2022

Por Bola Amarela - janeiro 3, 2022
djokovic-medvedev-zverev

José Morgado

1 – Daniil Medvedev
2 – Novak Djokovic
3 – Alexander Zverev
4 – Rafael Nadal
5 – Carlos Alcaraz
6 – Jannik Sinner
7 – Stefanos Tsitsipas
8 – Dominic Thiem
9 – Andrey Rublev
10 – Felix Auger-Aliassime

Depois de um 2021 marcado pelo primeiro título de Grand Slam e pela subida à segunda posição do ranking mundial, acredito que 2022 seja a temporada de afirmação de Medvedev no topo da hierarquia mundial. Muito difícil de bater em piso rápido, o russo tem muito poucos pontos a defender em relva e terra batida, pelo que uma melhoria (que julgo ir acontecer) nessas superfícies poderá traduzir-se numa subida ao topo, especialmente porque Novak Djokovic tem a defender uma enorme quantidade de pontos. O sérvio deverá manter-se perto do topo, tal como Alexander Zverev, ao passo que Rafael Nadal manter-se-á entre os primeiros, onde entrarão de rompante dois jovens craques: Jannik Sinner e Carlos Alcaraz.

Nuno Chaves

1 – Alexander Zverev
2 – Daniil Medvedev
3 – Novak Djokovic
4 – Stefanos Tsitsipas
5 – Jannik Sinner
6 – Andrey Rublev
7 – Denis Shapovalov
8 – Felix Auger-Aliassime
9 – Rafael Nadal
10 – Carlos Alcaraz

Primeiro que tudo, acredito que 2022 será o ano do fim (definitivo) do Big Three – ou neste caso de Novak Djokovic e Rafa Nadal. Claro que continuarão a ser candidatos a vencer torneios do Grand Slam, no entanto, o nível de Alexander Zverev e Daniil Medvedev já está muito alto e a tendência é para crescer. Djokovic tem muitos pontos a defender e não creio que consiga defendê-los todos e, como é de esperar, irá falhar vários ATP 1000. Acredito também que Zverev se vai conseguir impor frente a Medvedev, por isso, a arriscar num novo número um no final do ano, direit Sascha. Quanto a Nadal, creio que vai começar a descer de forma gradual, mesmo que continue competitivo nos principais torneios do circuito. Quanto aos restantes, Alcaraz e Sinner irão comprovar (ainda mais) todo o seu enorme talento e vão ser figuras em 2022.

Pedro Gonçalo Pinto

1 – Daniil Medvedev
2 – Alexander Zverev
3 – Novak Djokovic
4 – Rafael Nadal
5 – Jannik Sinner
6 – Stefanos Tsitsipas
7 – Andrey Rublev
8 – Felix Auger-Aliassime
9 – Carlos Alcaraz
10 – Dominic Thiem

O que se vai passar no Australian Open será absolutamente decisivo. Se se confirmar que Novak Djokovic não vai a Melbourne, então surge uma oportunidade de ouro para Daniil Medvedev e Alexander Zverev. O próprio alemão terá oportunidades ao longo do ano para atacar a liderança, mas basta o russo ser razoável em terra batida – como sabemos que consegue… – para ganhar algum fôlego. Os quatro primeiros vão andar perto, enquanto Jannik Sinner irá lançar um forte ataque, tal como Felix Auger-Aliassime e o sensacional Carlos Alcaraz. Já Dominic Thiem vai aproximar-se da sua melhor forma com o avançar da temporada.

Bola Amarela