Berrettini e Cilic podiam ter jogado em Wimbledon com Covid-19 se quisessem

Berrettini e Cilic podiam ter jogado em Wimbledon com Covid-19 se quisessem

Por Pedro Gonçalo Pinto - junho 29, 2022

Os sinais de um potencial surto de Covid-19 em Wimbledon aumentaram, com Matteo Berrettini e Marin Cilic a desistirem do torneio por terem testado positivo à Covid-19. No entanto, a verdade é que a doença provocada pelo coronavírus não terá obrigatoriamente de afetar o Grand Slam britânico.

Ora, segundo os regulamentos, Berrettini e Cilic nem sequer estavam obrigados a desistir depois de testarem positivo à Covid-19. Não há qualquer regra, como nos Majors que se jogaram em 2020, por exemplo, em que um teste positivo significava automaticamente a desistência do tenista em causa. Agora, tudo depende do critério de cada um.

De forma resumida, um tenista não está a obrigado sequer a testar se se sentir mal, ficando na sua mão realizar esse rastreio. Se testar positivo, também não está forçado a divulgar o resultado e pode competir sem restrições.

Recorde-se que Alizé Cornet revelou que houve um surto de Covid-19 em Roland Garros e que os tenistas decidiram não realizar testes, sendo que quem se suspeitava que estava infetado andava com máscara e resguardava-se mais.

Berrettini está FORA de Wimbledon com teste positivo à Covid-19

A Betano tem mais uma grande missão para ti! Faz uma aposta múltipla (3 ou mais seleções) em qualquer jogo de Wimbledon num valor mínimo de 5€ e caso percas a tua aposta recebes 50% do valor da mesma em Aposta Grátis. Ou seja, se apostares 5€, recebes 2,5€; se apostares 20€, recebes 10€.

Se ainda não estás registado, regista-te aqui e ganha um bónus de 50% até 50€ com o teu primeiro depósito!

 

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.