Bencic, a 'senhora seleção', brilha pela Suíça nas Billie Jean King Cup Finals com tudo em aberto

Bencic, a ‘senhora seleção’, brilha pela Suíça nas Billie Jean King Cup Finals com tudo em aberto

Por Bola Amarela - novembro 2, 2021

Que dia nas Billie Jean King Cup Finas! Até havia a hipótese de Bélgica e Canadá garantirem desde já o apuramento para as meias-finais, mas fica tudo adiado para as derradeiras jornadas de todos os grupos, já que ainda não há qualquer seleção com bilhete garantido para a fase a eliminar. Ainda assim, o destaque acabou por ir para a estreia da Suíça, que deixou a Alemanha fora da corrida com uma vitória por 3-0.

Viktorija Golubic levou a melhor diante de Andrea Petkovic, por 6-4 e 7-5, antes de Belinda Bencic, jogadora que se transcende a representar o seu país – ver Hopman Cup e Jogos Olímpicos… -, somar um impressionante triunfo sobre Angelique Kerber, por 5-7, 6-2 e 6-2. O par Jil Teichmann e Golubic selou o 3-0 e deixou as helvéticas em boa posição para seguirem em frente. Vem aí um embate aliciante e decisivo com a anfitriã República Checa no Grupo D.

A grande surpresa do dia chegou no Grupo B. A Bélgica só precisava de bater a Austrália, uma das seleções mais desfalcadas, mas deixou-se ultrapassar por 2-1. Daria Gavrilova, que não jogava desde o Australian Open, bateu Greet Minnen, por 6-4, 1-6 e 6-4, enquanto Storm Sanders deu a volta a Elise Mertens, com os parciais 3-6, 7-6(5) e 6-0. Só mesmo o par de Mertens e Minnen salvou um ponto que deixa a Bélgica a sonhar. Precisa que Bielorrússia vença por 2-1 para as três seleções ficarem completamente empatadas e espero que os critérios de desempate sejam favoráveis.

Já o Canadá, que se apurava se vencesse, ficou eliminado por cair por 3-0 frente à Rússia. Daria Kasatkina bateu Carol Zhao (6-3 e 6-1), Anastasia Pavlyuchenkova superou Rebecca Marino (6-4, 4-6 e 6-2) e a dupla Liudmila Samsonova/Veronika Kudermetova também festejou. Assim, a Rússia só não passa se perder por 3-0 com França no Grupo A.

Já o Grupo C está semelhante ao B. A Eslováquia evitou a eliminação de forma dramática nos pares, triunfando por 2-1 contra os Estados Unidos. Viktoria Kuzmova despachou Shelby Rogers (6-4 e 6-4), antes de Danielle Collins restabelecer a igualdade contra Anna Karolina Schmiedlova (6-3 e 6-2). Já a dupla Kuzmova/Mihalikova salvou um match point e bateu Dolehide/Vandeweghe por 6-2, 6-7(5) e 12-10. Espanha avança se vencer, os EUA precisam de bater a Espanha por 3-0 e a Eslováquia tem hipóteses com o desempate se os EUA vencerem por 2-1.

  • Categorias:
  • WTA
Bola Amarela