Azarenka e a 'luta' com o pai do filho: «Estive praticamente retirada, sem tocar na raquete cinco meses»

Azarenka e a ‘luta’ com o pai do filho: «Estive praticamente retirada, sem tocar na raquete cinco meses»

Por José Morgado - setembro 13, 2020
azarenka-final

Victoria Azarenka, de 31 anos, está de regresso ao topo do ténis mundial. A bielorrussa esteve afastada da ribalta durante muitos anos, primeiro por problemas físicos e depois por questões pessoais graves, ao ter de lutar desde muito cedo pela custódia do seu filho Leo, agora com quase quatro anos. Durante muito tempo, esteve impedida de sair da Califórnia para competir, com o o ex-companheiro a levar a luta até às últimas consequências. Vika, assume, esteve perto de não voltar.

“Estava pronta para parar. Estive praticamente retirada, sem tocar na raqueta durante cinco meses. Não planeava mesmo voltar enquanto os meus problemas pessoais não estivessem todos resolvidos. Estive muito perto e aquilo que me manteve a competir foi a minha paixão pelo ténis”, confessou em conferência de imprensa.

A bielorrussa assegura que não está desapontada pela derrota na final. Mas doeu. “Não estou desapontada, mas custa perder. Não gosto de perder. Foi muito equilibrado, estive muito perto, mas as coisas não caíram para o meu lado. Crédito para a Naomi, que é uma campeã. Mostrou mais uma vez daquilo que é feita e tenho de lhe dar o mérito. Dizem que à terceira é de vez, mas vou ter de tentar de novo aqui no US Open”.

Ainda em court, Azarenka refletiu sobre o percurso e agradeceu a quem a tem apoiado. “Agradeço à minha equipa por acreditar em mim. A diversão vai continuar. Tem sido uma caminhada longa.”

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.