Australian Open pode não ter fase de qualificação

Australian Open pode não ter fase de qualificação

Por José Morgado - novembro 25, 2020
Australian-open

Continuam a ser mais as dúvidas do que as certezas em torno do Australian Open 2021. A prova está agendada para a segunda quinzena de janeiro (o qualifying a começar a 12 de janeiro), mas as autoridades australianas estão a complicar a vida da organização do evento e parecem pouco interessadas em permitir que os jogadores, equipas técnicas e acompanhantes possam chegar ao país durante o mês de dezembro, como estava inicialmente previsto.

Novas notícias vindas da Austrália apontam para que os jogadores possam ser autorizados a aterrar no país durante a primeira semana de janeiro, tendo depois de cumprir a quarentena obrigatória de 14 dias entre 7 e 21 desse mês. Durante esse período, todos poderiam treinar, mas não competir, o que impediria a organização de realizar qualquer torneio ATP ou WTA pré-Australian Open.

O Australian Open pondera agora adiar o início do quadro principal em uma semana (25 de janeiro) ou em duas (1 de fevereiro), sendo que o segundo cenário permitiria a disputa da fase de qualificação e de uma prova pré-Grand Slam. Recorde-se que no pós-paragem pandémica o US Open jogou-se sem fase de qualificação e Roland Garros teve o qualifying como é habitual.

O estado australiano de Victoria, onde fica a cidade de Melbourne — sede do Australian Open –, não tem qualquer caso ativo de coronavírus e a federação australiana promete dar novidades sobre o torneio nos próximos dias.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.