Anderson deixa um desejo: «Gostava que a PTPA e o Conselho de Jogadores trabalhassem juntos»

Anderson deixa um desejo: «Gostava que a PTPA e o Conselho de Jogadores trabalhassem juntos»

Por Nuno Chaves - janeiro 15, 2021
kevin-anderson
Foto: Reuters

A criação da PTPA surgiu que nem uma bomba no mundo do ténis e ainda há muitas incertezas em relação à ligação que pode ter com a ATP ou o Conselho de Jogadores da entidade que regula o ténis masculino.

Kevin Anderson, um dos membros-fortes do Players Council, falou sobre uma possível parceria com a associação criada por Novak DjokovicVasek Pospisil“Esperemos que a PTPA e o Conselho de Jogadores possam trabalhar juntos desde um ponto de vista geral e fazer com que o ténis seja mais forte. Em termos de logística, fluxo real de informação e tomada de decisões, não vejo como seja possível trabalharmos juntos, já que temos estruturas muito diferentes”, afirmou em entrevista ao Tennis Majors.

“Não tive consersas de nenhum tipo com jogadores sobre a PTPA. Até ao momento, só posso dizer que os jogadores estão representados pelo Conselho e por membros do circuito. A nossa estrutura é 50% de torneios e 50% dos jogadores e, ainda que os jogadores sejam 100% proprietários, teríamos de sentar à mesa e negociar com os torneios”, admitiu o tenista sul-africano.

Anderson falou ainda dos seus principais objetivos para 2021. “Não há dúvidas de que o principal objetivo é jogar o máximo de torneios possíveis. Atualmente só temos calendário até Miami. Alguns grandes torneios foram cancelados e outros, como Indian Wells, estão à procura de ter data para a segunda metade da temporada devido à Covid-19. Estou dentro do Conselho de Jogadores da ATP e estamos a tentar arranjar formas de propor planos com o objetivo de melhorar e fazer com que haja ténis”, concluiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.