Alcaraz: «Ganhar isto não significa nada se não continuar a trabalhar. Quero ser o número um!»

Alcaraz: «Ganhar isto não significa nada se não continuar a trabalhar. Quero ser o número um!»

Por Bola Amarela - novembro 14, 2021

Com estrondo, Carlos Alcaraz conquistou as NextGen Finals, perdendo apenas um set ao longo de todo o torneio. Sebastian Korda foi a vítima na final, mas a verdade é que o prodígio espanhol, embora estivesse radiante, não quis focar-se demasiado neste sucesso. É que os olhos de Alcaraz estão postos muito além de um ‘simples’ troféu nas NextGen Finals.

“Ganhar isto não significa nada se não continuar a trabalhar muito duro. Quero ser o número um do mundo! Esse continua a ser o meu objetivo”, afirmou o jovem espanhol, de 18 anos, em conferência de imprensa. “Trabalho para ser agressivo. Ferrero pede-me para não ser passivo nos momentos decisivos. Este título é a melhor forma de terminar um ano importante”, sustentou.

Além de confessar que gosta que lhe chamem Carlitos, Alcaraz ainda avaliou as regras inovadoras nas NextGen Finals. “Há algumas regras de que gosto, como o coaching, mas outras de que não gosto, como o minuto de aquecimento. Não acho que seja possível levar este formato para o ATP Tour”, destacou.

Bola Amarela