À atenção de Djokovic: Voracova já pode entrar na Austrália mas governo avisa sérvio

À atenção de Djokovic: Voracova já pode entrar na Austrália mas governo avisa sérvio

Por Pedro Gonçalo Pinto - julho 21, 2022

Novak Djokovic vê cada vez mais difícil a participação no US Open mas, por outro lado, as perspetivas para o Australian Open abrem-se. Especialmente depois de Renata Voracova, checa que também foi deportada da Austrália no início do ano, já sabe que poderá entrar no país no próximo ano, após ser anulada a proibição de três anos, que Djokovic também tem.

No entanto, há algumas nuances. É que o tribunal fez questão de garantir que os casos não são iguais. “Não encontrámos nenhuma evidência de que ela não cumpriu as normas estabelecidas, confiando na isenção médica dada pelo Departamento de Saúde de Victoria e reafirmada pela Tennis Australia. Apesar de não estar vacinado, este tribunal reconhece que não havia nenhuma lei que impedisse a sua entrada no país porque respondeu com veracidade à declaração de viagem e mostrou provas necessárias e convincentes do motivo médico pelo qual necessitava de uma isenção”, declarou o tribunal.

Por outro lado, há algo que ainda separa mais os dois casos e que pode complicar a vida Djokovic. “Voracova não manteve em momento algum uma postura contrária à vacinação. Por isso, a sua presença em território australiano não será uma ameaça pública à saúde do país. Djokovic mostrou desprezo pelas políticas de isolamento e deixou clara a sua posição antivacinas, o que diferencia totalmente o seu caso do de Renata Voracova”, refere.

Nesta altura, Djokovic está proibido de entrar na Austrália por três anos, sendo que apenas o Ministro da Imigração pode anular essa ordem por motivos de interesse público ou compassivos.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.